Foral de
Oliveira do Bairro


FORAL DE OLIVEIRA DO BAIRRO
  Apresentação
  Transcrição do Foral
  A importâncias dos Forais
  Mapa da área abrangida
  Glossário
  Início
 


MUSEU S. PEDRO

PALHAÇA

ROTEIRO CULTURAL E
RELIGIOSO


DIOCESE DE AVEIRO

CULTURA BAIRRADINA

AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

PLÊIADE BAIRRADINA

ARLINDO VICENTE

FORAL DE OLIVEIRA DO BAIRRO


LIGAÇÕES

 

Contacto
 

 

Apresentação do Foral de Oliveira do Bairro

Os Forais Novos, também conhecidos por Forais Manuelinos, foram regimentos de grande importância na época para as povoações, vieram normalizar o sistema contributivo do reino e reunir num único documento outras determinações que estavam dispersas.

Além do processo regulamentar dos forais, estes hoje também nos seduzem, pela beleza das iluminuras que contêm.

A iluminura é uma arte que no início da nacionalidade já existia, sendo muito incrementada no período medieval, mas com período manuelino adquire novas expressões artísticas.

O Foral de Oliveira do Bairro, abrangia uma área muito restrita, coincidindo ao que é hoje a circunscrição da vila de Oliveira do Bairro.

Além dos actuais lugares do Cercal, Repolão, Vila Verde, Montelongo, Amoreira, Bairro do Mogo e Lavandeira, todos eles insertos no Foral de Oliveira do Bairro, existem ainda outros lugares como o Troviscal, Feiteira e Vila Nova da Palhaça, localidades também deste concelho, que por sua vez foram incluídos no Foral de Recardães dado a 22 de Março de 1516.

Apresentamos o Foral de Oliveira do Bairro em duas formas, uma em imagem como uma forma de todos poderem ter acesso a este precioso documento e ao lado apresentamos a correspondente transcrição linguística com linguagem actual. Ainda através desta transcrição linguística, estão assinaladas algumas palavras hoje em desuso, mas que ao se passar o cursor do computador, podemos visualizar ao lado no glossário, o seu significado.

Por último, como forma complementar desta apresentação, inserirmos um capítulo onde há a oportunidade de se ler um trabalho do Dr. António Capão intitulado de "A importância dos Forais na nossa região".