autores do concelho de oliveira do bairro


AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

Homenagem
Início

 


MUSEU S. PEDRO

ROTEIRO CULTURAL E
RELIGIOSO


DIOCESE DE AVEIRO

CULTURA BAIRRADINA

AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

ARLINDO VICENTE

FORAL DE OLIVEIRA DO BAIRRO


LIGAÇÕES

 

Contacto
 

 

Octávio Pato

Nasceu na Póvoa do Careiro, Troviscal, Concelho de Oliveira do Bairro a 3 de Outubro de 1913, filho de Mário dos Santos Pato.

Frequentou o ensino primário no Troviscal.

Em 1924 foi para a Escola Agrícola de Coimbra, interrompendo posteriormente o curso para frequentar o 6º e 7º ano no Liceu de Aveiro, após os quais regressou à Escola Agrícola de Coimbra, tendo acabado o curso em 1935, com a classificação de 15 valores.

Ainda durante o estágio foi convidado a trabalhar em Aveiro com a Drª. Matilde Bem Saúde, nos serviços Fitopatológicos. Posteriormente foi para o Porto para a inspecção das padarias e posteriormente como Técnico de vinhos na Companhia Velha (Porto), seguindo em 1938 para o Posto Vitivinícola da Régua.

Em 1939, foi agraciado, com um louvor publicado no Diário do Governo pela sua competência e assiduidade ao serviço e promovido por mérito a Regente Agrícola de 2ª Classe.

De 1941 a 1944, esteve na 4ª brigada técnica de Aveiro.

Em 1944 deixou os serviços estatais, para trabalhar com seu pai, o Eng. Mário Pato, regressando aos serviços do Estado em 1945, quando foi nomeado para a Estação Agronómica Nacional, onde se manteve até à sua aposentação.

Em 1961, foi promovido a Regente Agrícola de 1ª Classe.

Durante quinze anos a partir de 1962, prestou assistência técnica à Sociedade Abel Pereira da Fonseca (em Lisboa).

Em 1975, de colaboração com o Eng. Melchior Barata de Tovar, fez o estudo técnico que serviu de base para a demarcação da Região Vitivinícola da Bairrada.

Trabalhou como enólogo nas Adegas da Província da Estremadura e prestou assistência técnica a muitas adegas particulares da Estremadura, Alentejo e Ribatejo.

Foi homenageado enquanto colaborador da "Vida Rural", por leitores e agricultores.

Em 1984, foi homenageado pela Associação Portuguesa de Enologia.

Na sua permanência na Estação Agronómica Nacional executou trabalhos de investigação sendo alguns publicados.

Foi consultor e colaborador enológico em:
A "Vida Rural" (desde 1963), Jornal "Pela Terra", "Voz da Lavoura", "A Granja", "O Povo do Cartaxo", "O País", "Jornal da Província", "Jornal da Bairrada", entre outros.

Faleceu na Mamarrosa, Concelho de Oliveira do Bairro a 19 de Fevereiro de 1994.

Publicou:

  • Breves Referências sobre características Organolépticas;

  • O Vinho, Métodos Modernos de fabrico, tratamento e conservação. Lisboa, 1957 a 9º edição em 1993;

  • A Influência do pH nas Fermentações Vínicas, 1958;

  • A Eliminação do cobre nos Vinhos, 1964;

  • O Vinho - Análise Radiosa da sereníssima bebida (Esta edição foi oferecida à Confraria dos Enófilos da Bairrada), 1980;

  • O Vinho no seu aspecto imaterial. Lisboa, 1963;

  • O Vinho e a sua preparação e conservação. Porto.