autores do concelho de oliveira do bairro


AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

Homenagem
Início

 


MUSEU S. PEDRO

ROTEIRO CULTURAL E
RELIGIOSO


DIOCESE DE AVEIRO

CULTURA BAIRRADINA

AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

ARLINDO VICENTE

FORAL DE OLIVEIRA DO BAIRRO


LIGAÇÕES

 

Contacto
 

 

Armor Pires da Mota

Nasceu na Freguesia de Oiã, Concelho de Oliveira do Bairro a 4 de Setembro de 1939. Fez a instrução primária nesta freguesia e ingressou no Seminário de Aveiro, saindo em 1961, altura em que publicou o seu primeiro livro "Cidade Perdida", mas já anteriormente publicava poesias no Jornal da Bairrada, Correio do Vouga e Soberania do Povo.

Tendo ingressado posteriormente no serviço militar, foi em 1963 mobilizado e cumprido comissão de serviço na Guiné.

Em 1965, lança o seu novo livro "Tarrafo", tendo esta publicação mandado ser recolhida pela PIDE.

A sua participação na imprensa periódica é notável, tendo participado no Diário de Notícias, Diário do Norte, Diário da Manhã, Notícias de Lourenço Marques, O Debate e o Observador e Jornal da Bairrada, entre outros.

Foi chefe de redacção do jornal Soberania do Povo num período de três anos.

Tem publicado na imprensa periódica poesia e artigos de carácter histórico e etnográfico.

É actualmente Chefe de redacção do Jornal da Bairrada.

É sócio da Associação Portuguesa de Escritores e da Associação de Jornalistas e Escritores da Bairrada.

Publicou:

  • Cidade Perdida (Poesia), 1961;

  • Tarrafo (diário de guerra), 1965;

  • Baga . Baga (poemas), 1968;

  • Guiné, Sol e Sangue (contos e narrativas), 1968;

  • O Préstimo a Caminho de Lisboa, 1971;

  • O Tempo em que se mata o mesmo em que se morre, 1974;

  • Carta a Álvaro Cunhal, 1976;

  • Meu País de Si Inimigo, 1977;

  • Impossível Um Pássaro, 1979;

  • De Abril os Frutos (poemas), 1985;

  • Cabo Donato Pastor de Raparigas, 1991;

  • Oiã Terras e Gentes, 1991;

  • Mamarrosa Milenária, 1993;

  • Estranha Noiva de Guerra, 1995;

  • Oliveira do Bairro, Chão de Memórias Usos e Costumes, 1996;

  • Oliveira do Bairro, Em Busca da História Perdida, 1998.

Participou em três antologias:

  • Contos Portugueses do ultramar;

  • Corpo da Pátria, 1971;

  • Vestiram-se os soldados de poetas.

Prémios:

  • 1º prémio de Poesia "Camilo Pessanha" em 1968 com o livro "Baga-Baga".