PALHAÇA
  Introdução
  As Origens
  Paroquia de S. Pedro
  Feira
  Inicio de um Novo Ciclo
  Devoção Popular
  Instituções Religiosas
  Parocos, Padres e Religiosas
 Factos Religiosos em destaque
 
   


MUSEU S. PEDRO

PALHAÇA

ROTEIRO CULTURAL E
RELIGIOSO


DIOCESE DE AVEIRO

CULTURA BAIRRADINA

AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

PLÊIADE BAIRRADINA

ARLINDO VICENTE

FORAL DE OLIVEIRA DO BAIRRO


LIGAÇÕES

 

Contacto
 

 

Feira

   Os habitantes viviam da Agricultura, mas havia uma outra fonte de rendimento comunitário , uma Feira.
   A feira ou mercado, que aparece em documentação com os dois nomes, de que se não sabe quando foi o seu início, que inicialmente se realizaria sem data fixa, no entanto em 1758, já se realizava em dia fixo, 29 de cada mês, segundo a informação contida no inquérito paroquial daquele ano.
   Por testamento de 1715, um abastado agricultor, Manuel de Oliveira, deixou todos os seus bens ao apóstolo S. Pedro da Capela de Vila Nova. “por não ter herdeiros forçados instituía ao apóstolo Sam Pedro do dito lugar de Vila Nova por seu herdeiro…” Entre esses constava um terreno, que foi destinado como local, para a realização da Feira. A posse efectiva dos bens doados por Manuel de Oliveira, dá-se após o seu falecimento em 1754
    Até 1903, a feira era mensal , a partir deste ano passou a realiza-se duas vezes por mês 12 e 29.
   Antes de criação da Paroquia de S. Pedro de Vila Nova (da Palhaça), o culto e bens da capela de S. Pedro, eram administrados pela confraria de S. Pedro.
   Com a criação da Paroquia, a confraria de S. Pedro passa a estar unida à Confraria do Santíssimo Sacramento, que administrava a Igreja e o rendimento da Feira “donde saiam as despesas de ambas as Confrarias e as da Paróquia, que não tem quase outras receitas “.
    Este documento vem reforçar que o rendimento da Feira contribuiria para o desenvolvimento geral.
Ao longo dos tempos a feira foi progredindo, tornando-se uma das maiores feiras da Beira Litoral. 
   Até 1978, sempre que o dia de Feira coincidia com um sábado, a mesma fazia-se no dia anterior (Sexta-Feira), quando coincidia ao domingo, fazia-se no dia seguinte (Segunda-Feira), se coincidisse com um dia Santo, fazia-se no dia útil mais próximo, primordialmente no dia seguinte. As duas únicas feiras em que não era alterado o dia era a de S. Pedro (29 de Junho) e a de S. Miguel (30 de Setembro).
   A Feira do dia 29 de Setembro, realizava-se no dia seguinte a 30, era a feira das colheitas, porque se realizava no final das mesmas e envolvia na véspera e no dia festa popular.
   A Feira de 29 de Outubro era conhecida por Feira da Erva, neste dia estava vocacionado para a venda e compra de sementes. Na noite que antecedia havia festa popular. Se tivermos em consideração que os meios de transporte até à década de 70 do séc. XX, eram mais deficitários, os feirantes vinham para o local da feira na véspera à noite, deparávamo-nos com um elevado numero de pessoas a passar a noite no espaço da feira.
   A Feira da palhaça, até à grande reforma dos pesos e medidas em Portugal, tinha medidas próprias, denominadas por “Medidas de S. Pedro”.

até a sua uniformização do Reino e instituida por decreto de 17 de Outubro de 1812

Apesar do decreto ser de 1812 só muito posteriormente os concelhos adoptaram o sistema legal
Oliveira do Bairro a só determinou a uniformização após a postura municipal de 07 de Fevereiro de 1838.
Aveiro por postura de 31 de Outubro de 1835, mas só afixou editais em 05 de Março de 1837.
Soza por acoordão de 25 de Fevereiro de 1845.
Na Palhaça terá sido após a postura municipal de 07 de Fevereiro de 1838.
Medidas que se usavam na Palhaça e a sua equivalência .com a reforma.

Medidas para líquidos

Duplo decalitro 1,136 almude
Decalitro 5,682 canadas
Meio Decalitro 2,841 Canadas
Duplo Litro 1,136 Canadas
Litro 2,273 quartilhos
Meio Litro 1,136 quartilhos
Duplo Decilitro 1,818 quarto de quartilho
Decilitro 1,818 oitavo do quartilho
Tonel 880,000 Litros
Pipa 440,00 Litros
Almude 17,600 Litros
Pote 8,800 Litros
Canada 1,760 Litros
Quartilho 0,440 Litros
Meio Quartilho 0,220 Litros
Quarto de Quartilho 0,110 Litros

 Medidas para Secos

Hectolitro

7,231 alqueires

Meio Hectolitro

2,841 alqueires

Duplo Decalitro

1,446 alqueires

Decalitro

2,892 quartas

Meio Decalitro

1,446 quartas

Duplo Litro

1,157 oitava

Litro

1,157 maquia

Meio Litro

1,157 Selamim

Moio 829,800 litros
Fanga 55,320 litros
Alqueire 13,820 litros
Quarta 3,458 litros
Oitava 1,729 litros
Maquia 0,864 litros
Selamim  0,432 litros
Meio Selamim 0,216 litros

Medidas de peso

arrátel 459 gramas
arroba 32 arráteis